• Ajude-nos a Alimentar as Famílias de Portugal
quarta-feira, 15 maio 2024 10:27

Projeto EU4health para promover a Saúde Mental e o Bem-Estar

 

 

Promovendo a Saúde Mental e o Bem-Estar

O projeto EU4Health é uma iniciativa internacional, financiada pela União Europeia, que visa abordar de forma abrangente a saúde mental e o bem-estar integral das pessoas. Em Portugal, este projeto surge como resposta à necessidade de cuidar da saúde mental da população deslocada da Ucrânia, que chegou ao país por razão dos conflitos na sua terra natal. A Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) lidera esta iniciativa, que se baseia na capacitação em primeiros socorros psicológicos, procurando aumentar a capacidade de resposta a esta populações e eliminar o estigma em torno da saúde mental. 

 

 

 

 

EU4Health Portugal 1 ano de EU4H

Descarregue aqui a versão da Brochura em Ucraniano. 

 

 

Conheça em pormenor o Projeto EU4Health 

o que é o EU4Health?

EU4Health é um projeto internacional financiado pela União Europeia e que pretende olhar para a saúde, neste caso para a saúde mental de um modo transversal, apelando ao facto da importância do bem-estar integral das pessoas, contribuindo para uma melhor qualidade de vida. Outro objetivo é tornar a saúde mental livre de estigma, clarificando ideias pré-concebidas e abrindo discurso concreto, claro e conciso sobre o bem-estar e o sofrimento emocionais. 

 

  Saiba mais sobre este Projeto CLICANDO AQUI.     

 

Como se aplica no terreno?

Este projeto surge da necessidade da CVP dar resposta ao bem estar e saúde mental, em concreto à população afetada pelos conflitos na Ucrânia e que procurou Portugal para recomeçar.  A Federação Internacional da CV/CV abriu às suas Sociedades Nacionais uma candidatura para fazer cumprir o objetivo maior requerido pela União Europeia: “a saúde mental importa” e, nomeadamente, tornar os primeiros socorros psicológicos como uma oferta formativa disponível a toda a comunidade, colocando o tema na ordem do dia, tornando-o transversal e acessível à comunidade em geral, especialmente, a quem acolhe pessoas deslocadas de zonas de conflito e de quem lhes presta qualquer tipo de apoio.

O projeto iniciou, formalmente, em janeiro de 2023 e termina em dezembro 2025.  

Como se aplica no terreno?

Além das formações em primeiros socorros psicológicos, de acordo com o protocolo que a Federação Internacional da CV/CV (que é o mesmo da Organização Mundial de Saúde), dirigido a quem está na primeira linha de quem acolhe pessoas deslocadas e que provêm de zonas de conflito, nomeadamente da Ucrânia, mas, também, outras pessoas migrantes. Numa primeira fase o enfoque foi colocado na capacitação dos colaboradores e voluntários da CVP mas, considerou-se fazer sentido abrir a todos os parceiros que trabalham com populações em situação de vulnerabilidade.

O projeto é, ainda, operacionalizado, através de campanhas que apelem ao bem-estar e saúde mental da comunidade; bem como, workshops e atividades que promovam a saúde mental e o apoio psicossocial dos beneficiários da CVP – nomeadamente, as pessoas migrantes.

Quais são os objetivos concretos?

Objetivo geral: contribuir para o bem-estar e a saúde mental das pessoas deslocadas, afetadas pelo conflito na Ucrânia, bem como dos colaboradores e voluntários envolvidos na prestação de cuidados a estas populações.

Objectivo específico: garantir que sejam disponibilizados primeiros socorros psicológicos, apoio psicossocial e referenciação para a resposta de especialidade em saúde mental, para pessoas afetadas pelo conflito na Ucrânia, por meio de reforço na capacitação dos profissionais no terreno, seu o robustecimento técnico e alargamento da rede de suporte.

Considerando tratar-se de um projeto internacional, outro objetivo específico é usufruir do apoio da FICV às das Sociedades Nacionais, nos seus esforços para responder às necessidades psicológicas e de saúde mental dos funcionários, voluntários e equipas de resposta da linha de frente, para garantir uma resposta eficaz antes, durante e depois da crise.

Perspetivas futuras

Além ds colaboradores e voluntários da CVP, os beneficiários da CVP, nomeadamente a quem se desloca de zonas de conflito. Estão a ser impactadas, também, pessoas que pertencem a entidades parceiras e que estão na primeira linha de apoio na vulnerabilidade humana, promovendo a sua dignidade. O motivo que nos levou a escolher estes públicos está relacionado com a ausência de bases nesta matéria – apesar de ser transversal no impacto, nem sempre é atribuída a devida responsabilidade.

Objetivos:

  • Implementar as formações de primeiros socorros psicológicos até final de 2025;
  • Realizar workshops e webinars que possam ser úteis para promover o bem-estar em saúde mental e apoio psicossocial.

Pretende-se formar 2100 indivíduos e 3500 beneficiários das várias atividades que promovem o bem-estar em saúde mental e apoio psicossocial (apoiar na procura de habitação condigna que possa ser suportada de forma autónoma; reforçar o apoio a bens essenciais  como alimentação, vestuário, produtos de higiene); bem como assegurar as despesas iniciais com o alojamento.

Porque nos faz sentido aplicá-lo em Portugal?

Porque Portugal tem a oportunidade única de robustecer a capacidade de resposta dos colaboradores, voluntários da CVP e parceiros de primeira linha, mas, também, alargar os apoios disponibilizados a mais pessoas – sempre com melhor qualidade de serviços.

Media

Spotify: Podecast EP.40 | À conversa com Susana Gouveia 

Medjournal | Contra o estigma. Cruz Vermelha quer Saúde Mental reconhecida como Direito Humano Universal

Sapo Notícias  | Contra o estigma. Cruz Vermelha quer Saúde Mental reconhecida como Direito Humano Universal

Notícias Cruz Vermelha  | Cruz Vermelha e Psychosocial Centre promovem a capacitação dos seus técnicos

 

 

 

logo sem fundo

O Projeto EU4HEALTH tem a chancela do IFRC e Reference Centre for Psychosocial Support, financiado pela União Europeia.

 


Partilhar
Powered by jms multisite for joomla